08/01/2014

poemas que gosto-Circulo vicioso machado de assis

Bailando no ar, gemia inquieto vagalume:
“Quem me dera que fosse aquela loura estrela,
Que arde no eterno azul, como uma eterna vela!”
Mas a estrela, fitando a lua, com ciúme:
“Pudesse eu copiar-te o transparente lume,
Que, da grega coluna à gótica janela,
Contemplou, suspirosa, a fronte amada e bela!”
Mas a lua, fitando o sol, com azedume:
“Mísera! Tivesse eu aquela enorme, aquela
Claridade imortal, que toda a luz resume!”
Mas o sol, inclinando a rútila capela:
“Pesa-me esta brilhante auréola de nume…
Enfara-me esta azul e desmedida umbela…
Por que não nasci eu um simples vaga-lume?

5 comentários:

  1. lindo poema ^^

    http://galaxykawaiii.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Esse poema é lindo, recitaram no sarau lá da minha escola!

    Beijos!
    www.meianoiteequinze.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi amei seu blog!
    aceita se afiliar?
    se sim comente lá.
    bjs
    Distrações de uma garota

    >>To seguindo segue de volta!

    ResponderExcluir

Vai comentar, que bom mais tem algumas regrinhas
-Tem que falar pelo menos um pouco sobre o post
-Os comentários são todos moderados para que eu possa retribuir todos.
-Não esqueçam de deixar o link do blog de vocês para que eu possa retribuir.
-não se esqueçam de seguir.
-PODEM COMENTAR com o link do blogs de vocês sem medo pois eu ativei o captha a confirmação de palavras entã vocês podem comentar sem medo de ter os blogs de vocês excuidos, eu sei que é chato mais é necessário, sugiro que façam isso no blogs de vocês também.
bjs